Papo de Natureba: Hortas Comunitárias e outras iniciativas

Cada dia que passa, ouvimos e vemos diversas iniciativas que transformam nossa cidade, as pessoas, a relação com espaço público, a relação com a natureza, enfim, muitos de nos tem despertado para agir e transformar, ao invés de reclamar e encontrar pontos negativos sem nada propor.

Aqui no espaço Prana, na parte da frente, fora do quintal, temos plantas medicinais, flores, as vezes alimentos, pois felizmente vemos diariamente pessoas parando para admirarar ou para colher, sozinhas, com bebês, com cachorros, idosos, jovens, mãe e filho, enfim, é muito bonito ver isso.

Uma historias que gostaria de compartilhar, ontem saindo do espaço, encontrei com uma senhora que todo dia passeia com seu amigo cão, e ela disse que “as plantas estão bonitas, mas você pensam em plantar o repolho de novo? era tão lindo, eu passava todo dia e ficava olhando ele!” foi fantástico ouvir aquilo e saber que um dia alguma outra pessoa que admirava foi ali e colheu, e sim, esta é a ideia! e apos eu responder que logo vamos plantar mais alguns alimentos ela sugeriu, “poderiam plantar cebolinha e salsinha”, e com certeza vamos fazer isso 🙂

Repolho.jpg

Ha algum tempo não víamos iniciativas como a nossa, mas bastou um dia uma caminhada atenta por nossa região, e vimos muitas delicadezas, plantas cultivadas para serem apreciadas por quem quisesse (pancs, medicinais, amoras, etc), a vida gerando vida, e unindo humanos, pássaros e outras especies, gerando um sistema mais harmônico…

Compartilho uma matéria de jornal para inspirar a todos nos ações, por menores que sejam, mas são ações e isso transforma. União da comunidade em prol de ações como esta só podem trazer bons frutos. E como esta escrito numa plaquinha que a Lu pintou e esta la junto as plantas, perto de onde o repolho ficava (…rs), as palavras de Gandhi: “seja a mudança que você quer ver no mundo”

Papo de Natureba: Bate papo na Feira “O Mundo Vegano

Neste sábado tivemos a alegria de participar da feira “O Mundo Vegano” que acontece em Curitiba, organizado pela querida amiga Margarida, agradecemos a toda organização, todos amigos expositores e todos que participaram! em breve terá a edição de natal, não percam!

http://www.omundovegano.com.br/

La na feira realizamos um bate papo sobre germinação de sementes e utilizações na alimentação 🙂 também na feira em parceria com o Chácara Marabú, vendemos patês e geleias agroflorestais de nosso amigo Adrian de Rolândia, produtos que neste fim de ano teremos a venda aqui no Espaço Prana!

nas próximas postagens vamos dedicar umas palavras a germinação de sementes e sobre esta conversa.

Conheça mais sobre a Chácara MArabú, sobre a pousada neste paraíso para ficar bem pertinho da natureza, e toda proposta ecológica 🙂 http://www.chacaramarabu.com.br/

Feira Mundo Vegano: bate papo + sorteio

Amigos neste sabado acontece mais uma edição da feira mundo vegano, sensacional!

estaremos la conduzindo um bate papo sobre germinação de sementes e usos culinários 🙂

e em parceria com a feita vamos fazer sorteio de um ingresso para o curso de alimentação natural de dezembro, sera feito pelo facebook a inscrição e tb sorteio,importante seguir todas regras.

Segue mais informações:

Pessoal, temos uma surpresa especial para a Feira O Mundo Vegano V Edição:

Venham aprender sobre a Germinação de Sementes: como fazer, seus benefícios e formas de uso culinário. Oficina Gratuita!

Oficina e bate-papo com o Adriano Michalovicz (Musicoterapeuta, Naturopata, Naturista, Reikiano e terapeuta Holístico) e com a Luciana Brites (Instrutora de Yoga, Reikiana e estudante de Terapia Ocupacional – UFPR).

Conheçam mais o trabalho realizado por eles nos endereços:
Site: pranartes.wordpress.com
Facebook: facebook.com/Espaço-Prana-Artes-e-Terapias-282057981855434/timeline

Que tal ganhar um curso para fazer deliciosas sobremesas para o Natal e Ano Novo? O Espaço Prana Artes e Terapias preparou esse presente especial em parceria com O Mundo Vegano. É muito fácil participar!

Participe: https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/599752

Papo de Natureba: Utopia no Quintal – Permacultura e cidade

É necessário revermos nossos hábitos com relação a consumo e seus impactos para natureza, ja não é mais possível dizermos que isso é “papo de natureba, ecologistas e ecos isso e aquilo”, temos que olhar pra nossas ações e pensar que aspectos podemos melhorar no dia-a-dia afim de diminuir as agressões que causamos a mãe Terra e formas de reparar, curar, regenerar o que esta a nosso alcance, por amor a nos e a todas formas de vida…

Gostarias de conversar mais sobre este assunto e compartilharmos um pouco do que ja colocamos em prática e o que estamos em transição, afim de poder compartilhar e trocar experiências, sobre compostagem e diminuição na produção de lixos, transporte, alimentação, etc… segue um documentário que assisti esta semana e tem tudo haver com a conversa:

Utopia no quintal – Permacultura e cidade

Aproveitando, deixamos um convite para os amigos de Curitiba e região, amanhã (22/10) no passeio publico tem feira de trocas, incentivando práticas mais sustentáveis e conscientes 🙂

 

feira_trocas

Jardim Prana: Sementes do Nordeste

Em nossa passagem por Pernambuco, trouxe algumas sementes das frutas que ia saboreando pelo caminho… não custa nada espalhar por aqui, se não vir a desenvolver estaremos já dividindo com a Terra outros elementos para sua nutrição, na natureza nada se perde…

Lembro de uma roda de conversa sobre Agrofloresta que participei, conduzida pelo Thales Mendonça, da Pronobis Agroecológicos, falando sobre as adaptações que a Terra vai passando a medida que plantamos espécies diferentes, e que aquela planta pode se desenvolver de forma mais lenta que em seu habitat natural, mas que sim, é possível plantar e trazer interações positivas para o sistema

De algumas forma estes elementos vão compor o Jardim Prana 🙂

foto das frutas sapoti e graviola…

E ja que nossa conversa aqui é sobre as plantas, durante a viagem pude vivenciar e observar uma cultura que ainda preserva conhecimentos ancestrais a respeito das plantas medicinais… grande feiras com plantas frescas, secas, sementes, raízes, mudas, tinturas, garrafadas, etc…

Untitled design (21).jpg

foto, aos arredores do mercado São José, em Recife/PE, onde também adquirimos algumas sementes.

Papo de Natureba: Festa da Semente Crioula

Bom dia!

hoje temos um convite muito especial… amanhã acontece a 4º Festa da Semente Crioula Em Mandirituba/PR, região próxima de Curitiba. Ano passado tivemos a alegria de participar, desse encontro que é um manifesto a favor da Vida, mas sobretudo uma celebração e encontro dos guardiões das sementes, cuidadores da natureza, dos alimentos e todas especies que necessitam de um sistema em equilíbrio e tratado com respeito.

Segue uma pequena matéria sobre o evento, a programação e um breve registro em video do encontro no ano passado…

https://brasildefato.com.br/2016/08/25/mandirituba-sedia-a-4a-festa-da-semente-crioula/

Papo de Natureba: Seja a mudança que você quer ver no mundo

Untitled design (16)

Compartilhando vivências e reflexões desta semana…

Algo que vejo diariamente na região que moro, e vem aumentando é a derrubada das  árvores, com diversas argumentações… para quem não conhece aqui o espaço Prana artes & terapias, esta localizado no bairro Novo Mundo, em Curitiba, afastado do centro.

o corte de arvores, sempre me trouxe sensações de tristeza e de impotência, mas sempre há ações que estão ao nosso alcance, e ai que reside o impulso de transformar e viver de alguma forma aquilo que acreditamos ser o melhor, e como consequência influenciamos o nosso redor, é consequência natural e fruto da verdade, e não só de discursos… “faça o que eu digo, não faça o que faço” é um ditado interessante, podemos utilizar esta sabedoria popular para reforçar nossa responsabilidade e seguirmos nossos próprios conselhos…

Nos últimos tempos estando em contato com os ensinamentos da agrofloresta, vi nas situações das arvores a oportunidade de transformar aquela tristeza, numa ação positiva, coletar estes materiais para alimentar a Terra. Faz tempo que temos feito compostagem como caminhos de direcionar nosso lixo orgânico, e também da poda de plantas, assim como coletar em nossa rua as folhas de arvores secas, entre outras ações.

Ao invés de ficar resmungando passamos a pensar “o que podemos fazer nesta situação?”, temos economizado dinheiro com gastos que não fazem mais sentido em nossa vida, e aos poucos vamos nos instrumentalizando para nosso manejo do quintal, e ontem chegou nosso carrinho de mão! Agora ninguém me segura (…rs), e uma arvore que foi derrubada a duas quadras aqui de casa, vai gerar vida aqui na Terra!

Vamos seguir defendendo que não se derrubem arvores desnecessariamente, que se plante arvores, e se respeite estas nossas antigas e sabias irmãs, sejamos gratos!

Você ja deve ter lido esta frase, ou ouvido alguém cita-la:

“Seja a mudança que você quer ver no mundo”

quem compartilhou tamanha sabedoria e verdade foi Mahatma Gandhi, Líder pacifista indiano, que transformou a si com sua forma de pensar e agir, e conduziu uma revolução coletiva no processo de independência da Índia (que era colonia britânia) e ensinou sobre a não violência como caminho a vitoria em qualquer situação.

Para encher o coração de inspiração, vamos compartilhar um vídeo da Família Dervaes, que é um modelo que ensina pela vivência e inspira pelo que irradia, o quintal fala por si.. eles responderam: “Nos tornamos a mudança”.

Resgatando nossas origens – “Festa das Sementes Crioulas” que aconteceu em Mandirituba, 2015

Estive na III Festa das Sementes Crioulas que aconteceu em Mandirituba, e queria aqui compartilhar e incentivar que os grupos possam se unir e realizar encontros como este por todo Brasil…. precisamos proteger nossas sementes, nossas tradições de sabedoria, os guardiões da Terra, indios, arvores… e esta conexão é vital para despertarmos e voltarmos a reconhecer nossa Mãe Natureza e todos seus filhos….

Além das lindas músicas, apresentações teatrais das crianças, poemas, artesanato, troca de sementes, etc., ainda participei de uma vivência do Agrofloresteiro Thales Mendonça, falando sobre agrofloresta na região do Sul, muita Gratidão por toda sabedoria.

Gostaria de deixar aqui minha gratidão por este dia, que foi tão importante em minha vida…. este encontro em nome da Vida, da Vida e o do Bem de todos os seres, e de reconexão e Cura com Nossa Mãe _/|\_

Gratidão toda organização do evento e movimentos envolvidos (indigenas, produtores orgânicos, etc.)

***

(registro em video, para sentir um pouco da importancia, força e beleza deste encontro)

 

***

Vivemos em tempos de extrema ameaça da agrobiodiversidade. Sementes crioulas, melhoradas e cuidadas por centenas de anos, estão sofrendo contaminação. A III Festa da Semente Crioula em Mandirituba é um sinal esperançoso contra estas ameaças.
Para agricultores que guardaram e continuam guardando as sementes na região metropolitana de Curitiba, esta festa é um momento de animo mútuo, de troca de experiência, como também um momento de divulgação do assunto para toda sociedade: Campo e Cidade precisam estar juntos no cuidado da biodiversidade.
Por isso para esta III FESTA DA SEMENTE CRIOULA DO PARANÁ, o nosso convite se estende de uma forma especial para o cidadão urbano. Vai ter programação não só para quem cultiva o alimento, mas também para quem se alimenta na cidade e se sente responsável por uma agricultura que cuida da terra, da biodiversidade e de todos OS recursos naturais. Por isso:
VENHA PARTICIPAR DA FESTA DAS SEMENTES CRIOULAS EM MANDIRITUBA!
PROGRAMAÇÃO COMEÇA AS 8.30 COM INSCRIÇÃO E CAFÉ:
• Participação do Vencedor do Premio Nobel Adolfo Pérez Esquivel da Argentina
• Oficinas de saberes
• Programa especial para crianças
• Conhecer a ABAI
• Almoço compartilhado*
• Feira com troca de sementes, mudas e animais
• Celebração religiosa e apresentações artísticas
*ALMOÇO COMPARTILHADO:
Assim como nas edições anteriores, realizaremos um grande almoço compartilhado. A ideia é que todas as pessoas participantes tragam algum alimento como contribuição para compartilhar: frutas, sucos, bolos, tortas, e demais pratos da sua escolha. Nas duas Festas passadas o almoço fui maravilhoso, desejamos muita diversidade em nossa mesa! É necessário trazer seus próprios talheres, pratos e copos.
Realizadores:
ABAI, AOPA, EMATER, MST, REDE ECOVIDA, Rede de Grupos de Agroecologia do Brasil e Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Mandirituba.
Informações:
Alice – a.farianovato@gmail.com
Marianne – marianne@fvida.org.br